sexta-feira, 9 de julho de 2010

Meus 30 Anos!

Estou bem próximo dos meus trinta anos. E todo mundo me pergunta sobre o ataque de pânico. De fato, produz ansiedade uma data como esta. A adrenalina começa a envolver as faculdades físicas e uma ponta de preocupação percorre a espinha. Contudo, nada além disso. Não chamaria isto de pânico!
  Aos amigos, peço que rezem pela minha vida, pois ainda há muito que se viver. E muitas conquistas a fazer.
  Ainda não tenho razões para me arrepender de nada. Tudo tem sido resultado de esforço e muito trabalho. Escolhas possíveis e autênticas, movidas sempre por interesses legítimos - pessoais, claro, pois toda escolha é pessoal, como suas responsabilidades. Aproveito para agradecer a Deus, que amo e que me ama - acredito nisto: no Deus que me ama e que amo; a minha familia: pais, irmã, parentes - próximos e distantes; àqueles que acompanham minha vita pela web, no blog, por e-mail e no twitter. Vida de padre é vida pública, não como a vida de um ator, cantor ou profissional da mídia, mas popular - pertencemos ao mundo e privacidade não é mérito desta escolha. Não me arrependo, mas entendo. Desejaria apenas que as pessoas perguntassem com sinceridade o que desejam saber e não ficassem fantasiando no coração absurdos: uma verdadeira autenticidade nas relações e transparência nas preocupações, sê legítimas.
  No mais, muito obrigado pela companhia nesta vida, pela amizade companheira, pela perseverança no caminho, pelo apoio e pela verdade. Recordo aqui meu lema de ordenação, que acabou tornando-se lema de vida: "misericórdia e verdade". Não dá para viver uma vida de mentira. Mesmo uma vida verdadeira, sem a integração dos limites alheios, perde seu brilho e acaba tornando-se indigna de ser vivida.
  Por último, uma palavra de Rubem Alves que me acompanha nesta transição deste trigésimo aniversário - já vivido: "a menos que tenhamos o paraíso dentro de nós mesmos, não há forma de encontrá-lo fora de nós" - estou procurando, cada dia mais, o paraíso em mim para comunicá-lo a todos.
  Minha vida. Minha vocação. E sem pânico! Obrigado.

2 comentários:

  1. Nossa amizade, cumplicidade, sintonia... são manifestações da incrível parceria que temos na vida; meu irmão "mais velho", protetor e cuidador, que representa boa parte das alegrias que tenho e das vivências fascinantes pelas quais já passamos. O meu carinho, amor e admiração. Fazer parte da sua história é um privilégio!
    Parabéns Rô!
    Observação: e de acordo com Rubem Alves: "Existem aquelas rãs que criam asas..."
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. OI sua bênção que seja 30...40 ..50 ....mil todos bem vividos nas bênção de DEUs

    ResponderExcluir