sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Catequese: BOA CONFISSÃO

Uma boa confissão de faz de cinco passos indispensáveis para sua validade. São eles:

1. EXAME DE CONSCIÊNCIA - discernimento dos pecados arrependidos ou não!
2. CONFISSÃO AURICULAR, isto é, ao pé do ouvido do padre, de todos os pecados arrependidos ou não, considerando sua gravidade, as pessoas envolvidas e seu número (a gravidade denota a deformação moral, as pessoas denota o grau de penetração do mal na vida comunitária do confessando e o número declara sua persistência no caminho mal).
3. PENITÊNCIA - caminho que sinaliza a conversão, é orientado pelo sacerdote (e se ele esquecer, o fiel deve cobrá-lo e não sair em silêncio sem falar nada).
4. ARREPENDIMENTO - há dois modos de arrepender-se validade para confissão dos pecados: o arrependimento que é dor de amor por ter ofendido a Deus e aos irmãos, e a atrição que é consciência do mal praticado mesmo sem a dor de amor indicada acima.
5. PROPÓSITO DE EMENDA - ato voluntário de mudança de vida e desejo manifesto de não tornar a pecar. Toda confissão deve ter a absolvição precedida do ato de contrição: lido por escrito, rezado em silêncio espontaneamente pelo confessando, ou sob forma de pergunta do sacerdote.

NÃO HÁ PECADO ARREPENDIDO E CONFESSADO SEM PERDÃO!
SOMOS OBRIGADOS À CONFISSÃO SACRAMENTAL
PELO MENOS UMA VEZ AO ANO EM VISTA DA
CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA DO SENHOR JESUS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário