quinta-feira, 10 de maio de 2012

Comunicado da Comissão Episcopal para a Juventude sobre a JMJ

Comunicado da Comissão Episcopal para a Juventude sobre a JMJ

Cf. também:

Brasília, 01 de maio de 2012.

CJ nº 0369/12

Caros irmãos,
Vigários Paroquiais e demais Presbíteros.

“O Espírito Santo virá sobre você [...] Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”. É Maio! Mês de recordar e celebrar com alegria a presença edificante de Maria que, em plena juventude, respondeu positivamente ao chamado de Deus, dando sentido a sua vida e revolucionando a história da humanidade. E ela agiu assim impulsionada pela ação do Espírito Santo! Coincidentemente, no mês de Maria deste ano teremos também a Solenidade de Pentecostes! Esta é a terceira carta que lhes escrevo e quer ser um forte convite para contemplarmos, em clima de Jornada Mundial da Juventude, os jovens que Deus nos confiou para amar e servir!

Como nossa presença sacerdotal e ação pastoral estão contribuindo para que os jovens respondam com alegria ao chamado que Deus lhes faz? Nossa ação catequética, formativa, espiritual tem trabalhado a ação do Espírito Santo na vida cotidiana deles? Como temos ajudado os jovens a perceberem a presença do Espírito do Ressuscitado em sua vida de cristãos e cidadãos? Estamos educando e evangelizando os jovens com amor de Mãe que não se cansa de apostar nos filhos e de sempre buscar novos caminhos de diálogo e aproximação? Que imagem de Nossa Senhora nossos jovens têm em seu coração e como estão vivendo a espiritualidade mariana?

Na festa do Espírito Santo não tem como não recordar, também, dos milhares de jovens que são crismados anualmente em nosso país. Que coração sacerdotal pode ficar insensível ao constatar que bom número deles acaba ‘sumindo do mapa’ depois deste importante sacramento conferido, especialmente, na fase das grandes descobertas e decisões na vida? Quais propostas juvenis e atraentes nossas comunidades oferecem aos crismados para a continuidade de sua formação?

Perdemos muitos jovens ... Quanta força desperdiçada! Preparamos com tanto esmero o seu coração e, depois, ‘os abandonamos’ numa sociedade que quase sempre não lhes apresenta propostas de amadurecimento e os violenta de diversas formas! Cada jovem é uma ovelha do rebanho e o pastor não pode dormir tranquilo se ela se extraviar ou, machucada, não encontrar quem as cure com carinho! Que tal organizar estratégias de visitas aos crismados que passaram por nossas paróquias nos últimos anos? E que tal confiar esta atividade missionária aqueles jovens mais engajados da comunidade: “jovens evangelizando jovens”? Esta já pode ser uma ação concreta da Jornada Mundial da Juventude em nível paroquial. Afinal de contas, a JM J Rio 2013 já começou em nosso país!

O mês de Maio, além do convite para o aprofundamento da espiritualidade pascal e mariana à luz do Espírito Santo, nos recorda algumas pessoas que fizeram parte da vida e missão de Jesus e que poderão ser apresentados aos jovens: São José (dia 1), São Domingos Sávio (dia 6), os apóstolos São Filipe, São Marcos, São Matias (dias 3 e 14), Nossa Senhora Auxiliadora (dia 24), S. Filipe Neri (dia 26). Queridos pastores dos jovens, encontro-me, neste momento, no Santuário de nossa Mãe Aparecida e a ela confio a vida de vocês, bem como o seu ministério sacerdotal exercido também em favor dos jovens. Peço a ela que ambos – pastores e ovelhas – estejam sempre sob seus olhares maternos e auxiliadores.

Dom Eduardo Pinheiro da Silva, sdb
Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ)



Nenhum comentário:

Postar um comentário