quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

ANO NOVO


Recebi uma dessas mensagens eletrônicas com propósitos para o novo ano de 2012. Aqueles que a gente deseja, deseja, deseja tanto, para os outros, mas pensa neles quando alguém lembra de nós e manda por e-mail a mesma mensagem que enviamos.
   De qualquer modo, estamos nos preocupando uns com os outros: isto é importante! Para um novo tempo, em qualquer época que se encontre nascendo na história, indispensável é preocupar-se com o próximo e cuidar dele, pois a felicidade é o fruto da árvore do cuidado e da proteção; sem os quais, nem a paz é possível.
   Transmito para você o conteúdo da mensagem, com alguns gracejos. Ela dizia assim:

“Em 2012 [...]

... não vou arrumar problemas; de fato, eles surgirão sozinhos!

... vou encarar desafios; na verdade, eles baterão às nossas portas!

... vou concentrar-me no trabalho; e esquecer de viver?

... vou fazer exercícios; ah! Poupem-me!

... vou ajudar o próximo; estou tentando acreditar nisto!

... e cuidar dos amigos; cuidar, fazer e manter os amigos, certo! Aparecer de vez em quando...

... e estar preparado para os dias difíceis; quem dera fosse fácil assim!

... vou descansar mais; esta palavra foi descartada nos dicionários depois da última reforma!

... vou acreditar que nada é impossível; sem Deus, o mundo acaba no ano que vem!

... e vou sorrir sempre! Eu também quero!”.

   Acredito que, antes e depois de tudo, o indispensável é sorrir. Rir dos sucessos e fracassos. Rir das quedas e dos abraços. Rir dos medos e dos percalços. Rir dos deboches e dos tropeços. Rir dos risos e das críticas. Rir da vida, como ela sorri para nós a cada dia.
   Desejo que em 2012 você pense, ame, construa, viva e sorria muito!
   E enxergue o meu sorriso. Feliz Ano Novo!

Pe. Rodolfo

Um comentário:

  1. Sempre com ótimos textos e ótimas reflexões.
    Abraços e limito-me a dizer, Felicidades em 2012!!! kkk
    Rafael Sartorelo

    ResponderExcluir