sábado, 3 de julho de 2010

São Pedro e São Paulo

A oportunidade de recordar na fé a atuação de São Pedro e São Paulo - sem descurar da vida e testemunho dos demais apóstolos de Jesus Cristo - coloca-nos em contato com as origens do cristianismo nascente; com o amor que os unia e os impelia para transmitir a fé a todos até a partilha da própria vida. Cada um, a seu modo e no seu tempo, foi testemunha viva do Ressuscitado, que mudou completamente suas vidas, fazendo-os escolher a vontade de Deus.
.
Nós,
Povo de Deus reunido na comunhão do Pai e do Filho e do Espírito Santo,
também precisamos estar desejosos desta mesma experiência transformadora.
.
Transformadora e definitiva, enquanto engedra nas entranhas do ser humano um novo sentido para a existência. Uma vida não voltada apenas "para o próprio umbigo" - egoísta em si mesma - mas que se partilha em cada respiro com o mundo e com a humanidade inteira. Toda a vida de Cristo foi partilha de si. Se a Igreja não se partilha, morre em si mesma e "mata" - contrista - o Espírito com o qual está selada para o dia da manifestação definitiva dos filhos de Deus.
.
O madato petrino e paulino assinalam, por sua vez, o mandamento do amor: ligar e desligar, perdoar e anunciar o Evangelho, colocam a Igreja, desde seus chefes espirituais até cada um e todos os cristãos a serviço uns dos outros, como Jesus Cristo,
o primeiro e grande servidor do Pai.
.
Lembrar de rezar, hoje, pela pessoa e missão do Santo Padre o Papa, para que governe com amor e no amor a Igreja de Cristo - os cordeiros e as ovelhas do Bom e Supremo Pastor de nossas almas - é em sentido último um dever e uma obrigação, pois como todos sabemos, não obstante a graça do ministério e o carisma da verdade, o ser humano sem Deus nada pode e nada é. Também o Papa precisa das orações da Igreja para progredir na sua experiência pessoal daquele do qual é ministro e servo, para chorar seus pecados olhando nos olhos do Mestre, e perseverar no testemunho de Cristo.
.
Nós, Igreja, apoiamo-nos no testemunho - no sangue - dos mártires,
na sua fibra, na sua gana, no seu heroísmo...
testemunho que refulge a glória daquele que deu sentido às suas vidas
e que faz reluzir o brilho fulgurante do Espírito de Cristo - Amor Incessante.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário