sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Precisamos fracassar para Cristo vencer!

Não tenho dúvidas que fracassarei!
É preciso que eu morra para que Ele viva, como o grão de trigo caído na terra só vive sê morre; também Cristo viverá somente se eu morrer - ou fracassar.
Fracassarei; e pelas minhas mãos farei escorregar os grãos de areias das "missões" que me foram confiadas - São Francisco Xavier morreu na praia da China de complicações pulmonares desejoso de evangelizá-la. Virão fortes e arrebatarão das minhas mãos o meu trabalho - Cardeal Van Thuan foi afastado de sua amada diocese pelo regime comunista vietnamita e encarcerado numa prisão longe do povo e do trabalho que tanto amava.
A cobiça lhes cegará e quando atristeza lhes fechar o coração à luz da verdade sucumbirão precipitando seus pobres corpos à destruição da vida e dos santos.
Como carne às feras fracassaremos.
Como mártires aos leões sucumbiremos.
E por que o faremos? Que tesouro humano poderemos receber como paga para compensar tamanha perda - e entrega? Não há tesouro humano tamanho para pagar.
...
Sabemos o que queremos. Sabemos o sentido.
Importa, portanto, fazer bem o que nos cabe, enquanto nos cabe. Há apenas uma administração possível e fiel. Deus nos dê fidelidade e despojamento para enfrentarmos a frustração da perda, quando ele tomar para si - e até conceder a outro - aquilo que é dEle.
...
Como servos inúteis gritamos, e cantemos: Vença Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário