sábado, 17 de outubro de 2009

TESOURO DA IGREJA, por Beni Soares

O Papa João Paulo II deplorou uma grande perda do sentido da adoração entre o Povo de Deus. E se muitos fiéis perderam o sentido da adoração, é porque muitos perderam o próprio sentido de Deus e, portanto, o sentido do mistério. Como é impossível para o nosso raciocínio entender um mistério tão elevado como o da Eucaristia, só se fica pelo aspecto simbólico. Muitos parecem não estar conscientes de que Jesus está presente na Eucaristia com o seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade, e que aproximar-se da Eucaristia é aproximar-se do Deus três vez Santo. Os sinais desta falta de consciência sobre a grandeza do Mistério Eucarístico toca tanto o aspecto exterior e interior dos fiéis.
.
Que a disposição interior de muitos comungantes seja deficiente, é fácil avaliá-lo quando se conhece a situação e estilo de vida de muitos deles. Isto não é julgar as pessoas, mas apenas fazer uma constatação, com base em informações objectivas.
.
A fé, tal como a Igreja a entende, e o estado de graça permanecem absolutamente necessários para receber dignamente a comunhão do Corpo e Sangue de Cristo! No que toca à disposição exterior é óbvio a falta de respeito com que muitos se aproximam da Santíssima Eucaristia.
.
"Toda a devoção que há na Igreja consiste no respeito para com este sacramento” - Pe. J. Real Bleau.
.
A Eucaristia é o nosso mais belo tesouro. Ela contém todo o mistério de nossa salvação; ela é a fonte e o cume da ação e da vida da IGREJA.
.
"A Eucaristia, dom de Deus para a vida do mundo" - Bento XVI

Nenhum comentário:

Postar um comentário